Nessa e noutras vidas

Promete que encontra comigo numa próxima vida?
Num mundo onde não somos, só a exceção colorida?
Aquele mundo no qual rir é bom. 
E vale mais dar do que apertar a mão.

O futuro, pra servir pra nós dois, já chegou perto demasiado.
Nesse abraço em infinito, o futuro não difere do passado.
Desencontros são encontros que nos desencantam.
Uma flor murchando no solo do coração abafado.

Pra daqui a algumas vidas, quem sabe, renascer 
com um novo significado.

Isa Freire 10.01.2019